domingo, dezembro 18, 2005

12. — Portugal, 1921-22

Espanha – Portugal, 3-1
1.º jogo da Selecção Portuguesa.
Jogo Particular.
18 de Dezembro de 1921.
Local: Campo do Atlético de Madrid, em Madrid.
Árbitro: M. Barette (Bélgica).
Golos: A revelar mais tarde.

Espanha: Zamora; Palolo, e Arrate (cap.); Balbino, Meana, e Fajando; Pagaza, Arbide, Sesumaga, Alcantara, e Olaso.
Treinador: Desconhecido.

Portugal: Carlos Guimarães; António Pinho, e Jorge Vieira; João Francisco, Vítor Gonçalves, e Cândido de Oliveira (cap.); J. Maria Gralha, António Augusto Lopes, Ribeiro dos Reis, Artur Augusto, e Alberto Augusto.
Treinador – tratava-se de um… – Comité de Selecção: Carlos Vilar, Pedro Del Negro, Reis Gonçalves, Virgílio Paula, Plácido Duro, e Júlio Araújo.


As Cinco perguntas:

1. → Quem marcou o primeiro golo da Selecção portuguesa, e quem marcou os primeiros golos na baliza de Portugal?
2. → Quem era esse jogador chamado Carlos Alves?
3. → Qual foi a contribuíção do jogador Jorge Vieira num Espanha – Bélgica em finais dos anos 20?
4. → Quem eram Vítor Gonçalves, Cândido de Oliveira, e Ribeiro dos Reis?
5. → Que clube é que cada um dos jogadores portugueses representava?


Para ler comentários de outrem ou enviar os seus comentários, clique em “comments” aqui abaixo ().

19 comentários:

Flávio disse...

O Carlos Alves era avô do João Alves, o Luvas Pretas, que representou o Boavista F.C. e o S.L. Benfica nos anos 70 e 80. O Carlos Alves foi quem começou a tradição das luvas pretas. O João Alves usava luvas pretas em forma de homenagem ao seu avô. É um pedacinho de história das histórias do nosso futebol.

Dinis disse...

O Jorge Vieira, defesa-esquerdo ("left-back"), e o João Francisco 'Maia', médio-direito ("right-halfback") eram do Sporting C.P.

O Artur Augusto parece-me que era do F.C. Porto, não tenho a certeza.

Constantino disse...

Esse Vítor Gonçalves parece-me que é o pai do político e militar dos tempos do 25 de Abril chamado Vasco Gonçalves. Quem tiver conhecimento disso, por favor verifique.

Se não estou em erro, Vítor Gonçalves, na altura, era jogador do Benfica. Verifiquem se puderem.

€stevão disse...

O António Pinho, o Cândido de Oliveira e o António Lopes eram todos três da Casa Pia F.C., equipa que se havia convertido em clube de futebol no ano anterior. Até aí a Casa Pia participiou no futebol, e com grande sucesso, mas não era clube desportivo ainda; era chamado o Grupo de Foot-Ball da Casa Pia de Lisboa, e, claro, tratava-se de um grupo de jogadores que frequentavam a Casa Pia (lar/escola), ou que trabalhavam para a Casa Pia e que eram bons jogadores de futebol. A Casa Pia (organização), nessa altura, estava recheada de jogadores de futebol mesmo muito talentosos.

Uma curiosidade: António Pinto viria a jogar pelo Benfica anos mais tarde, enquanto que Cândido de Oliveira havia engressado na Casa Pia F.C. em 1920 vindo do Benfica.

Quinas disse...

O José Maria Gralha, extremo-direito, também era jogador do Casa Pia A.C.

Portanto, quatro dos onze jogadores eram futebolistas do Casa Pia A.C.

Anónimo disse...

Sim, o Vítor Gonçalves era o pai do antigo Primeiro Ministro Vasco Gonçalves.

O Cândido de Oliveira e o Ribeiro dos Reis foram seleccionadores de Portugal anos mais tarde.

Anónimo disse...

1 - Alberto Augusto. Alcántara (2) e Meana.
2 - avô de João Alves, representou o Carcavelinhos e a Académica do Porto, destacando-se por jogar de 'luvas pretas'. fez parte da Selecção Olímpica portuguesa que esteve presente nos Jogos de 1928.
3 - apesar de ser na altura jogador do Sporting, foi escolhido pela Federação Portuguesa para, a convite da espanhola, dirigir esse jogo, tornando-se no primeiro árbitro português a dirigir um jogo internacional (21/10/1921).
4 - Cândido de Oliveira foi o primeiro capitão da selecção nacional na sua única internacionalização. Representava na altura o Casa Pia, mas também jogou no Benfica. Mais tarde, foi seleccionador e treinador da selecção portuguesa nas Olimpíadas de Amsterdão e treinador da Académica de Coimbra, Belenenses, Sporting e FC Porto, como também do Vasco da Gama do Rio de Janeiro. com Ribeiro dos Reis fundou o jornal 'A Bola' em 1945, depois de ter sido deportado para o Tarrafal.
Ribeiro do Reis era na altura jogador do Benfica, clube que viria a treinar e onde foi também presidente da assembleia geral. foi seleccionador nacional de futebol, fundou, com Candido dos Reis, 'A Bola', e foi dirigente da FIFA para o Sector da Arbitragem e das Leis do Jogo.
Vítor Gonçalves era, na altura, jogador e capitão do Benfica, onde sucedeu a Cândido de Oliveira que saira para fundar o Casa Pia. foi também o segundo capitão da Selecção Nacional na sua segunda e última internacionalização, na recepção à Espanha, em Dezembro de 1922 (jogo 2 da selecção portuguesa). mais tarde abandonaria o Benfica para representar o Casa Pia, onde foi também presidente do Conselho Fiscal do clube. para além de dirigente, viria a orientar tecnicamente a selecção nacional. era o pai de Vasco Gonçalves, capitão de Abril e primeiro-ministro dos II, III, IV e V Governos provisórios, entre Julho de 1974 e Agosto de 1975.
5 - Carlos Guimarães (CIF); António Pinho (Casa Pia), e Jorge Vieira (Sporting); João Francisco (Sporting), Vítor Gonçalves (Benfica), e Cândido de Oliveira (cap., Casa Pia); J. Maria Gralha (Casa Pia), António Augusto Lopes (Casa Pia), Ribeiro dos Reis (Benfica), Artur Augusto (FC Porto), e Alberto Augusto (Benfica).

rui malheiro

Santos disse...

No Comité de Selecção (grupo de treinadores), o Carlos Vilar era, se não estou em erro, o presidente, e também fundador do Club Lisbonense. Carlos Vilar era um sujeito 'poderoso' da Escola Vilar, que era de onde originava o Club Lisbonense. Esse clube era um dos fortes clubes de futebol de Lisboa nos princípios do século XX.

Quinas disse...

Caro leitor e amigo Santos:

Você tem razão. O Carlos Vilar era proprietário do Colégio Lisbonense, também conhecido por “Colégio Vilar”. Carlos Vilar funda o Club Lisbonense em 1889 com quotas para sócios alunos de 100 Réis e sócios não alunos de 200 Réis. Carlos Vilar também fazia parte do plantel de foot-ball (“futebol”) do Club Lisbonense.

Narciso disse...

Uma curiosiadade: Dos onze que foram seleccionados, dez eram de clubes da capital. Só havia um de fora da capital. Tratava-se de Artur Augusto, que era atleta do F.C. Porto.

Também, havia 3 Augustos na linha da frente: Artur Augusto, Alberto Augusto, e António Augusto Lopes.

Tuna disse...

Que foi que aconteceu com o Francisco Stromp? Ele não aparece aqui nesta equipa. Pelo que dizem ele era um grande jogador. Ele só abandonou o futebol em 1924, eu creio.

Antunes

Vasco disse...

Por qualquer razão o Francisco Stromp parece que nunca jogou na Selecção de Portugal. Talvez em fins de carreira já não tivesse a qualidade e capacidade futebolistica de outros tempos.

Também poderia ser que Portugal estava recheado de talentos para as posições que o Francisco Stromp jogava habitualmente, "center half-back" (que significava "médio defensivo central"), ou "center forward" (que significava "avançado centro").

Flávio disse...

É difícil de acreditar! Portugal teve que esperar cerca de duas décadas para efectuar o primeiro jogo de selecções contra a selecção Nacional de outro país. Levou tempo!!!

diogo goncalves disse...

Fico bastante contente por se falar neste blog do meu Avô, Vitor Gonçalves, que faleceu quando eu tinha 11 anos, e que me lembro de ver jogar à bola, quando o visitava aos domingos, em família.

Seleccao disse...

Full match report is here

Seleccao disse...

Sorry, full match report of this match is here

Portas e Travessas.sa disse...

Carlos Alves (avo) e João Alves (neto9 foram jogadores do SLB antes do conhecerem outros clubes.

Portas e Travessas.sa disse...

Esclarece-se que: - Victor Gonçalves - Candido de Oliveira - Ribeiro dos Reis - Virgílio Paula, foram dignissímos dirigentes do SLB e Casapianos, não sei todos mas a maioria eram da Casa Pia

Portas e Travessas.sa disse...

http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/Periodicos/SportLisboaeBenfica/SportLisboaeBenfica.htm



Vejam aqui o deve e o haver do SLB