terça-feira, Agosto 14, 2007

97. — C.D. Beja, 1996-97

Guarda-redes:
PAULO Jorge Matos MORAIS, GR-1 (de Lisboa — ex-Estoril) 15J.
MARCO António Miranda TÁBUAS, GR-2 (da Moita — ex-V. Setúbal [emp.]) 12J., 1CA, 1CV
JOSÉ PEDRO Silva Machado, GR-3 (de Samora Correia) 7J.
.
Defesas:
— Carlos Manuel Cândido GROSSO, D (de Setúbal) 32J., 7CA, 1CV
— Nuno Carlos Silva ROLO, D (de Setúbal — ex-V. Setúbal) 31J., 7CA
EDMUNDO Joaquim Pascoal da Silva, D (de Setúbal — ex-V. Setúbal) 30J., 1G., 9CA
— Francisco Almeida Spencer "CHICO NIKITA", D (de Cabo Verde — ex-Portimonense) 29J., 3G., 2CA
— António José Nogueira PEDRA, D (de Angola) 15J., 1CA
ADOLFO Loureiro SOARES, D (de Elvas — ex-Benfica «Juniores») 9J., 4CA, 1CV
JOÃO Carlos Pires DE DEUS, D (de Setúbal (?) — ex-V. Setúbal) 9J.
HUGO Miguel Guerreiro, D (de Beja) 1J., 1CA
.
Médios:
JOÃO CARLOS Sequeira Candeias Santos Luz, M (de Setúbal — ex-Quarteirense) 29J., 1G., 5CA
— Osvaldo Couto Cardoso Pinto "VADO", M (de Angola — ex-Braga) 29J., 1G., 3CA
— Francisco José Malico Paulino Aníbal "ZÉ ANÍBAL", M (de Samora Correia — ex-Vilafranquense) 26J., 10G., 5CA
— Esmeraldino SIDI Cassamá, M (da Guiné-Bissau — ex-Olhanense) 25J., 1G., 10CA
— António Luís Amaral RESENDE, M (de Angola — ex-Rio Ave) 23J., 2CA, 1CV
— Adelino Carlos Morais NUNES, M (de Manteigas) 21J., 2G., 6CA, 2CV
— Cassiano José Coroado PISCO, M (de Évora — ex-Alverca [tarde]) 19J., 1G., 1CA
SÉRGIO José Guerreiro GAMEIRO, M (de Beja) 14J., 1CA
HERNÂNI Madruga Neves, M (da Granja — ex-V. Setúbal) 12J., 1G., 4CA
.
Avançados:
— Guilherme Giovety "JOY", Av (de Angola — ex-Feirense) 26J., 4G., 1CA
CARLOS Alberto Sousa FREITAS, Av (de S. Miguel, Açores — ex-Vasco da Gama de Sines) 25J., 17G., 6CA
— Master Peter Egboche OGABA, Av (da Nigéria — antes no Diusburgo, Alem.) 17J., 2CA
TIAGO Rosinaldi Ferreira Amorim, Av (do Brasil) 12J., 2G., 2CA
— Mame BIRAME Mangane, Av (do Senegal — ex-Camacha [tarde]) 7J.
.
TREINADOR: — ? {alguém sabe quem foi?}
.

►►► posições, símbolos
.
.
O Clube Desportivo de Beja participou no campeonato da 2ªDH na época de 1996-97. O tempo parece ter passado rápido. Já lá vão dez anos. Para o C.D. Beja, esse foi o nível mais alto nos campeonatos nacionais que o Clube da cidade com o mesmo nome participou.
Nessa época, o C.D. Beja não conseguiu um bom desempenho, terminando em 17.º, num campeonato de 18 equipas. Se tentarmos establecer um ranking nacional, o C.D. Beja terminou a época na 35.ª posição. Na época anterior, o 39.º seria o lugar obtido pelo C.D. Beja. Podemos dizer que estas duas épocas foram, no historial do C.D. Beja, um dos periodos mais áureos, senão mesmo o mais áureo de todos.
Analizando um pouco os números do C.D. Beja em 1996-97, verificamos que o Clube até conseguiu, em média, mais que um ponto por jogo, o que não é, de todo, mau.
Também sobre o C.D. Beja de 1996-97, vou mencionar que terminou em segundo lugar como a equipa em que nos seus jogos se marcaram mais golos, 99 em 34 jogos, tendo o Varzim ficado em primeiro com 101 golos nas suas 34 partidas. Portanto, havia geralmente muitos golos nos jogos em que o C.D. Beja jogava. Nada mau para o espetáculo.
Mas houve um aspecto que liquidou o C.D. Beja nesse negociar de golos e resultados. O C.D. Beja foi a equipa que teve a maior diferença (negativa) entre pontos obtidos e golos marcados, menos 7 pontos conquistados que o número de golos marcados. Além disso – e talvez consequentemente –, o C.D. Beja foi a equipa que menos pontos conseguiu, em média, por cada golo marcado. O C.D. Beja só consegui 0,841 pontos por cada golo que marcou. Como curiosidade, houve outras duas equipas que conseguiram menos pontos que golos marcados. Elas foram o Feirense (0,875) e o Moreirense (0,933).
Não tendo sido uma época de grandes sucessos para esta equipa do C.D. Beja, não deixou de ser a época em que o C.D. Beja entrou com mais esperança, por se tartar da divisão nacional mais alta em que o Clube (já) esteve. Aproveitamento: 34 jogos, 9-10-15, 44-55 em golos, 37 pontos, 17.º lugar – e descida à 2ªDB.

.

8 comentários:

Abílio disse...

Esse Hernâni deve ser o que andou no Benfica, não é?

O Grosso deve ser o que andou pelo Fafe na altura que esteve na 1ª Divisão Nacional. Eu acho que ele era o defesa esquerdo do Fafe.

O Vado foi o que andou no Torralta, Portimonense, Marítimo, etc. Eu não me lembrava dele no Braga. Surpreedeu-me.

O Sérgio Gameiro andou no St.ª Clara (dos Açores) quando estes andaram na 1ª Divisão Nacional.

O Birame andou no Estrela da Amadorea, se me estou a lembrar correctamente.

O Resende, deve ser o Campeão do Mundo de juniores em 1989 em Rhiade.

O Carlos Freitas, não me lembro.

O Joy, tenho uma vaga idéia.

O Marco Tábuas é o que adou a carreira toda no V. Setúbal, menos um ano, que andou no Desportivo de Beja.

O Rolo, andou no V. Setúbal mas eu não me lembro dele.

O Paulo Morais, não me lembro de onde veio e por onde andou.

LF disse...

Essa equipa desceu, mas se não estou em erro, durante a primeira volta, até chegou a andar à frente.

Júlio disse...

LF,

Já lá vai bastante tempo, mas parece-me que algo assim aconteceu. Também, eu acho que a equipa do Desportivo de Beja também começou em grande na Segunda Divisão, Zona Sul aí por volta de 1981 e depois, aos poucos foi perdendo o fôlego e acabou na parte baixa da tabela.

A outra coisa que me faz lembrar é o Sp. Espinho de 1996/97. Esse Sp. Espinho começou a todo o gás, ao ponto de terminar o primeiro terço do campeonato a rondar os lugares das taças europeias. Depois, daí para a frente foi tudo por água abaixo e até acabou descendo de divisão.

Nem sempre um bom começo garante uma boa época!

luiscabecinha disse...

Como natural de Beja, recordo esse ano com algum saudosismo... Tanta estatística e não foi referido que nessa época o Carlos Freitas foi o melhor marcador da Divisão de Honra. E que apenas descemos na última jornada... não me lembro exactamente, mas teremos ficado a um ponto da manutenção... e que me recorde foi o ano em que 37 pontos não foram suficientes para a manutenção... e por falar em recordações dessa época, não me esqueço da vitória no dérby alentejano: 1-0 ao Campomaiorense que subiria nessa mesma época...

el tabako ruitabaco@hotmail.com disse...

se alguem quiser saber alguma coisa sobre esta equipa do beja e so dizer, visto que o meu pai era o guarda redes ate se vir embora por ordenados em atraso.
ja agora ele era o ze pedro; que nas duas epocas anteriores ganhou sempre a taca para o melhor guarda redes do distrito, e ainda a do melhor guarda redes da 3divisao.

Anónimo disse...

quero aqui referir que os anos aureos do Desportivo de Beja foram os anos 50,

gostaria que alguem que tivesse informações ou fotos desta altura que os publicasse neste site

obrigado

Anónimo disse...

TREINADO:1º JOSE TORRES/CARLOS SIMÃO

2ºCARLOS SIMÃO

3ºJOAQUIM MEIRIM/FLORES

Rui disse...

Para o 1º comentador: Paulo Morais foi GR do Sporting (penso mesmo que formado lá), do CD Beja, do Braga, do Estrela da Amadora, donde se transferiu para outro clube alentejano, o Moura Atlético Clube, que ajudou a manter na 3ª Divisão Nacional, isto em 2003/04. Ainda joga, creio que nos Açores. Basta pesquisar em www.zerozero.pt e facilmente se encontra.

Para o anónimo que gostaria informações do Desportivo da década de 50 aconselho a aquisição das obras "Glórias do Passado" e "Glórias do Passado II", da autoria do jornalista José Saúde.

Recordo ainda talvez o mais importante facto desta passagem do CD Beja pela Div. de Honra...o buraco financeiro deixado pelo Sr. Chalaça, factura que o Desportivo ainda hoje está a pagar bem caro. Veja-se que actualmen te está no Distrital. Sr. Chalaça que anos mais tarde haveria também de fazer miséria no S.C. Ferreirense, levando-os à 3ª Divisão com jogadores de alto nível (o GR Laurentino deu nesse ano o salto directamente para o Boavista) para os deixar cair logo a seguir.